Fique a vontade para comentar o assunto e ajude-nos a aprimorar nosso Blog !!!!!

Data: 10/05/2017

De: Michelli

Assunto: Nunca acredite, nunca desista, sua vida é o mais importante.

Tinha 02 hérnias, estava vivendo bem com elas, estava fazendo musculação, minhas dores nas costas tinha melhorado, tava me achando, rsss. Um belo dia, machuco minha coluna no agachamento, uma dorzinha, vai passar. Passou, mas veio a síndrome da calda equina. Senti minha perna esquerda toda adormecida do nada, e entre as pernas, corri pro hospital Belo Horizonte, disseram não ser nada. No outro dia, a dormência estava ali do mesmo jeito, procuro outro hospital Madre Teresa, outros médicos, fiz ressonância, de novo, não é nada não, vai passar, toma estes remédios. Duas semanas assim e nada de passar. Inconformada, me lembrei de um médico que meu cliente tinha me indicado, Dr Cristiano Menezes, ao chegar la, me disse que eu teria que ser operada no outro dia, que meu caso era sério. Graças a Deus, operei no outro dia, a cirurgia foi um sucesso, minha dormência na perna, logo após a cirurgia, acabou totalmente. Estou 98% boa ja, não tenho nem 15 dias de cirurgia. Aí me pergunto, de onde vem essa doença, é genético? Por que nunca senti nada? Minha filha corre o risco? A musculação pode ter piorado? Estou livre dela pra sempre ? Posso voltar a fazer musculação ? Muitas perguntas que ainda não tenho respostas. Mas meu conselho, quando sentir que algo não esta bem em você, não se contente com o que os médicos dizem, sempre busque ajuda. Por eu não me contentar que estava tudo bem, eu salvei minha vida.Infelismente, não tratam essa doença, com a urgência que ela precisa.

Data: 26/03/2017

De: Silvia cardoso

Assunto: Síndrome de cauda equina devido à acidente de viação

Olá a todos,
Eu sofri um acidente de viação há 5 meses, e fui operado a coluna L1, tive compressão da medula e fui operado no mesmo dia.
Os médicos disseram ao meu marido que iria ficar na cadeira de rodas... fiquei 1 mês no hospital, depois fui enternada 2 meses num centro de reabilitação. Hoje ando com andarilho, fasso esvaziamentos da bexiga e não controlo as fezes. Agora estou em casa e fasso fisioterapia todos os dias. Ninguém me diz se vou conseguir controlar a bexiga, as fezes, se vou conseguir caminhar sem nada, e o meu moral está muito em baixo. Não mexo ainda os pés, tenho boxias para ajudar a caminhar. Gostava saber se alguém está a passar ou passou por essa fase e se conseguiu recuperar os pés. Começo a ter sensibilidade nos pés mas não consigo mexer.. alguém pode me ajudar, o controlo das fezes, conhecem outra solução que usar supositórios sempre? Obrigada

Data: 25/08/2016

De: Andreza

Assunto: Síndrome da Cauda Equina por Hérnia Discal

Bom dia, atualmente sou portadora da Síndrome há um ano, em Agosto de 2015, fui submetida a uma cirurgia de urgência de descompressão medular, entrei no centro cirúrgico 2 dias depois que adquiri paraplegia, depois dessa cirurgia demorei mais de 2 meses para conseguir caminhar, no começo era cadeira de rodas, passou para o andador e bengala, hoje ando com dificuldade, procurei um ortopedista especialista em traumatologia em março desse ano, no qual, havia feito uma nova ressonância e o exame de eletroneuromiografia, que detectou que as duas hérnias que tinha entre L4-L5; L5-S1, ainda estavam lá para meu desespero, o como havia consultado outros médicos me aconselharam a fazer uma nova cirurgia de descompressão e uma Artrodese desta vez, pois, caso contrário eu poderia ficar paraplégica de novo, decidi fazer, a nova cirurgia foi realizada em maio/16, sai andando conforme o médico havia me garantido, mas ainda estou com a síndrome da cauda equina, atualmente uso cateter para urinar umas 5x por dia, e luvas para fezes, estou afastada pelo inss atualmente mas vou voltar ao trabalho desse jeito em outubro/16, tenho dormência nos dois pés também e queimação, tomo 2 cp de Pregabalina de 75mg todos os dias por conta desses sintomas de queimação, minha vida sexual foi afetada também,tenho pouca sensibilidade na região perineal, quase nada, é estranho, fiquei com sensibilidade parcial, dirijo carro somente, a moto não consigo mais, por conta da sensibilidade dos pés, mais do lado esquerdo que afetou mais, tenho o movimento do pé direito um pouco afetado também, bem é isso. o médico que me operou dessa vez, disse que só o tempo pra dizer se volta o mais próximo do normal possível, mas sei que nunca mais será a mesma coisa, tenho fé que melhore um pouco essa situação pois, tenho somente 30 amos, e isso pra mim é choque nunca imaginaria passar por isso tão nova, mas pelo menos voltei a andar com a graça de Deus....

Data: 22/08/2014

De: almerinda crispim

Assunto: sindrome da cauda equina

ola,sou almerinda,tenho 37 anos,sindrome da cauda equina. estou perdida faz 3meses.

Data: 16/07/2014

De: Maiquel Costa

Assunto: Recuperação quase que total !!!

Olá amigos.
Venho contar que, depois de quase três anos de lesão, venho tendo melhoras muito significativas, sendo que estou quase que 100% curado. Já voltei aos estudos e a pratica de vários esportes. Fiquei um tempo sem publicar nada pq a vida está muito corrida, mas farei o possível para publicar com mais frequência. Aguardo contato via e-mais maiquel_costa@hotmail.com ou via facebook MAIQUEL COSTA.
Abraços

Data: 30/11/2012

De: Mirian

Assunto: Síndrome de cauda equina

Olá! meu nome é Mirian, tenho 29 anos e convivo com a síndrome de cauda equina desde outubro de 2010 por consequência de hérnia de disco, realmente não é uma tarefa fácil se adaptar a nova rotina e descobrir que coisas naturais como ir ao banheiro deixa de ser simples, tenho lutado com muita fé para ter uma vida normal. Mas falta informação, as vezes percebo que mesmo alguns médicos não sabem nos esclarecer e orientar, será muito bom contar com esta página pra ter mais informação sobre possíveis tratamentos e cuidados.
Sigo buscando melhorar e confiando que Deus está comigo em todos os momentos e não me deixa desanimar.
Abraço,

Data: 20/02/2013

De: Maiquel Costa

Assunto: Re:Síndrome de cauda equina

Olá Mirian.
Vc já é uma vencedora por estar lutando com tanta força contra essa vida que levamos, pois um dia tenho que vamos estar muito melhor e quem sabe como antes fazendo tudo normalmente.
Espero que tenha gostado do nosso Blog e tudo que vc tiver de novas informações sobre o assunto ou sua melhora por favor nos conte tudo, pois precisamos um dos outros nesse momento e em todos ou outros também !!!
Caso queira pode me adicionar no MSN com maiquel_costa@hotmail.com e no facebook procure por Maiquel Costa de Gravatai Rs.
Abraços e boa sorte minha amiga

Data: 12/10/2012

De: Rafael

Assunto: Como aconteceu comigo.

Sofri um acidente no dia 30 de novembro de 2009. Depois deste acidente perdi a sensibilidade 2 dias após e atraves de um exame de resonancia magnetica nuclear descobri que tinha uma lesão de ernia na altura de L4 e L5. Por um desentendimento de medico que me atendeu na emergencia ser um Ortopedista e não um Neurologista minha operação demorou a acontecer.
Sendo que, fui operado apenas no dia 08 de Dezembro de 2009 para a lesão de L5, segundo o neurologista a lesão L4 poderia ser tratado apenas por fisioterapia. Mais a lesão de enervação na qual é conhecida como Sindrome da Cauda Equina ja teria sido afetado e sendo irreversivel.
Hoje vejo em pesquisas que se tivessido sido operado em até 48 horas após o inicio dos sintomas teria grande chance de não ter havido sequelas como a perda da sensibilidade das partes que ligam a L4 e L5 no caso Urina e Fezes.
tenho um pouco mais de controle hj, tive q me adaptar alias ja são quase 3 anos.
Abração a todos

Data: 13/09/2012

De: Juliana Paolinelli

Assunto: Síndrome da cauda equina

Olá, sou Juliana, tenho 33 anos, síndrome da cauda equina, e dor crônica neuropática há 7 anos.
É um problema complexo que envolve a perda de relações sociais importantes. De uma hora pra outra vc não consegue mais dirigir, nem andar no shopping ou fazer uma caminhada. Coisas simples e cotidianas tornam-se elaboradas. Fazer xixi deixa de ser um ato fisiológico banal e passa a ganhar toda a atenção: ou temos retenção ou temos incontinência. E diversos outros percalços, que vão desde a falta de sensibilidade até a falta de força nos MII e desequilíbrio. Passei por inúmeros espasmos generalizados, inúmeras internações. Usei uma bomba de infusão contínua de morfina durante 4 anos. Fiquei grávida, e tive minha segunda filha com a bomba na barriga e a morfina no cérebro. Ela é linda, perfeita, graças a Deus. Um milagre! É difícil, mas não é impossível. Nada é impossível se temos fé... Tenho duas filhas que me empurram pra frente a cada dia... e olhando pra elas vejo um futuro lindo sorrindo pra mim!
É por isso que continuo na batalha, com o coração cheio de certeza de que um dia tudo vai melhorar!

Data: 10/09/2012

De: Marcio Porciúncula

Assunto: Cirurgia do meu pai

AMIGOS, MEU PAI TEM SÍNDROME DE CAUDA EQUÍNEA
A Síndrome da cauda eqüina pode ser causada por uma hérnia discal, tumor, infecção, fratura, ou estreitamento do canal espinhal. Também pode acontecer por causa de um impacto violento, como num acidente de carro, uma queda de altura significativa, ou um ferimento penetrante, como por uma arma de fogo ou lesão por arma branca. As crianças podem nascer com anomalias que causam síndrome da cauda eqüina. NO CASO DO MEU PAI FOI ATRAVÉS DE UMA CIRURGIA DE HÉRNIA DE DISCO FEITA PELO DR PAULO SOUTO MAIOR (ICARAÍ - NITERÓI), APÓS A CIRURGIA ELE PERDEU A SENSIBILIDADE, PRECISA DE SONDA PARA URINAR. SEGUE O BLOG PARA ESCLARECERMOS MELHOR ESTE PROBLEMA. VAMOS DIVULGAR ESTE ENDEREÇO, POIS NESTE MOMENTO ALGUÉM NECESSITA DE MAIS INFORMAÇÕES.
Leia mais: http://sindrome-da-cauda-equina.webnode.com/

Data: 08/09/2012

De: Greyce da Silva Rodrigues

Assunto: Familiar

Olá!
Sou esposa do Maiquel, acompanho ele desde o inicio dos tratamentos para as primeiras dores na coluna. Este site será um ótimo meio para nos confortarmos e principalmente aprender a lidar com essa situação que parece surreal, pois perder algumas funções, tão importantes para uma vida "normal" é extremamente difícil de aceitar.
Não consigo imaginar como é essa situação para o paciente, mas sei que para os familiares também é muito difícil, precisamos ter muuuuita paciência, compreensão e carinho, mas a cima de tudo fé, acreditar no potencial da pessoa, sem ter pena, sem passar a mão por cima, olhar a situação "nos olhos" e pensar no que a pessoa consegue fazer, almejando sempre a independência!!!! Até para os familiares é complicado, no início, ver que a pessoa que amamos é outra pessoa, mas é só olhar no fundo olho e ver que o q há de melhor continua ali, pois a única coisa que podemos fazer (além do tratamento) é aprender com a situação!
Hoje, posso dizer que aprendi muito, amadureci com tudo isso, e tento cuidar da minha saúde o máximo, pois não somos nada sem ela, a aparência muda, o conhecimento e a tecnologia se tornam obsoletos, mas a saúde e a sabedoria das experiências é o q nos leva, firmes, até o fim!

Data: 08/09/2012

De: Opaaaa.... Guenta coração !!!

Assunto: Re:Familiar

Obrigado por tudo que fez, tem feito e ainda fará por mim...
Sem vc não sei se estaria tão bem hoje em dia, e te prometo a cada dia que se passa lutar ainda mais e sempre ajudar a todo mundo que precisa !!!! Pode acreditar dia após dias iremos preencher esse blog de informação sobre o assunto !
Bola pra frente que a vida continua, o tempo não para !!!!
Axé total !!!

Data: 04/09/2012

De: MARCIO PORCIÚNCULA

Assunto: CIRURGIA

AMIGOS,
MEU PAI OPEROU HÉRNIA DE DISCO E ASSIM QUE SAIU DA MESA DE OPERAÇÃO NÃO SENTIA MAIS A URINA E NEM AS FEZES, PASSOU A SER USUÁRIO DE SONDA E FRALDAS, ALÉM DE CONTINUAR COM DORES FORTES NA REGIÃO LOMBAR. ESTAMOS AGUARDANDO UMA CIRURGIA PARA TENTAR AMENIZAR O PROBLEMA. ASSIM QUE EU TIVER O RESULTADO VOU DIVULGAR NO BLOG. ABRAÇOS. marcio@consultoriajks.com.br

Data: 13/09/2012

De: Maiquel Costa

Assunto: Re:CIRURGIA

Tenha fé meu amigo tudo vai dar certo.
Lá no céu tem alguém cuidando do seu pai o tempo todo, nunca vai desampara-lo.
No que podermos ajudar enter em contato.
Abraços, Maiquel Costa

Itens: 1 - 14 de 14

Novo comentário