Bem-vindo 

 

Esse blog esta sendo criado para reunir a maior quantidade possivel de informações referente a Sindrome da cauda Equina. 
Queremos reunir todo tipo de informação dos tratamentos, metódos de adaptação e os mais diversos assuntos ligados a essa doença.

 

 

Síndrome da Cauda Equina 
Causas 
Sintomas 
Diagnóstico 
Tratamento

A sindrome da cauda eqüina é uma compressão aguda que afeta o conjunto de raízes nervosas (cauda eqüina) na região lombar da medula espinhal e é uma emergência cirúrgica ortopédica.
 
As raízes nervosas da região lombar enviam e receber mensagens para os órgãos pélvicos e também para os membros inferiores. A Síndrome da cauda eqüina ocorre quando essas raízes nervosas são comprimidas e os nervos ficam paralisados, cortando a sensação e o movimento. nos membros inferiores e orgãos pélvicos. As Raízes nervosas que controlam a função da bexiga e do intestino são especialmente vulneráveis ​​a danos. 

Se os pacientes com síndrome da cauda eqüina não recebem tratamento rápido para aliviar a pressão, pode resultar em paralisia permanente, bexiga neurogénica e / ou diminuição do controle intestinal, além de perda da sensação sexual.. Mesmo com tratamento imediato, alguns pacientes podem não recuperar as funções completamente.
Causas 
A Síndrome da cauda eqüina pode ser causada por uma hérnia discal, tumor, infecção, fratura, ou estreitamento do canal espinhal. Também pode acontecer por causa de um impacto violento, como num acidente de carro, uma queda de altura significativa, ou um ferimento penetrante, como por uma arma de fogo ou lesão por arma branca. As crianças podem nascer com anomalias que causam síndrome da cauda eqüina. 

Sintomas 
Embora o tratamento precoce seja necessário para evitar problemas permanentes, a síndrome da cauda eqüina pode ser difícil de diagnosticar. Os sintomas variam em intensidade e podem evoluir lentamente ao longo do tempo. 

Consulte o seu médico ortopedista  imediatamente se os seguintes sintomas surgirem: 
* Disfunção na Bexiga  ou intestino, retenção ou incapacidade de reter as fezes e a urina.
* Problemas graves ou progressivos nos membros inferiores, incluindo perda ou alteração da sensibilidade nas pernas, sobre as nádegas, a parte interna das coxas e nadegas (área onde o calaleiro senta na sela),  pés ou calcanhares. 
* Dor, dormência ou fraqueza que se estende para uma ou ambas as pernas que podem fazer com que você tropeçe ou ter dificuldade em se levantar de uma cadeira.  
. 
Diagnóstico por Imagem 
Radiografias, ressonância magnética, tomografia computadorizada podem ajudar a avaliar o problema.
Vivendo com Síndrome de Cauda Eqüina 
A cirurgia não irá reparar danos permanentes do nervo. Se isso ocorrer como resultado de síndrome da cauda eqüina, o paciente pode aprender como melhorar sua qualidade de vida. 

Algumas sugestões: 
* Além de pessoal médico, você pode querer obter ajuda de um terapeuta ocupacional, assistente social, especialista em continência urinária ou terapeuta sexual. 
* Envolva sua família em seus cuidados. 
* Para saber tudo que puder sobre o controle da doença, você pode associar-se a um grupo de apoio a pacientes com sindrome da cauda eqüina. 

Bexiga  e função intestinal 
Alguns funções da bexiga e da função intestinal são automáticos, mas as partes sob o controle voluntário podem ser perdidos após a síndrome da cauda eqüina. Isto significa que o paciente pode não saber quando irá precisar urinar ou defecar, e / ou  pode não ser capaz de eliminar fezes normalmente. 
Algumas recomendações gerais para a gestão da bexiga e disfunção intestinal: 
* Esvaziar completamente a bexiga com um cateter de 3 a 4 vezes por dia. Beba muitos líquidos e práticas de higiene pessoal regular para prevenir a infecção do trato urinário. 
* Verificar a presença de fezes no reto regularmente e limpar os intestinos com as mãos enluvadas. Você pode querer usar supositórios de glicerina ou enemas para ajudar a esvaziar o intestino. Use almofadas de proteção e calças para evitar vazamentos.
 
 

 

Novidades

Deficientes superam limitações e vivem dia de heróis

11/09/2012 16:25
  Aproximadamente 1,2 mil crianças de 6 a 15 anos participaram da 17ª edição da São Silvestrinha na tarde desta segunda-feira, entre elas algumas deficientes físicas e mentais. Superando suas próprias limitações, os pequenos competidores viveram um dia de heróis no Centro Olímpico de...

Novidades

Cuidado na piscina

13/09/2012 16:01
  DICAS PISCINA A piscina é um local excelente de lazer com aspecto inofensivo, mas que também oferece riscos. Existem pacientes que tiveram lesão Raquimedular em quedas com impacto na borda ou escada e no mergulho que gera impacto no fundo da piscina. Quem se previne aproveita mais a...

Novidades

Injeção de células-tronco devolve sensibilidade a pacientes com paralisia

11/09/2012 16:29
    Injeção de células-tronco devolve sensibilidade a pacientes com paralisia Escrito por Leandro Portella em setembro 6, 2012 Seis meses após receberem doses de células-tronco, indivíduos testados conseguiam perceber sensações de toque e...

Novidades

Lesão medular Notícias

11/09/2012 16:31
    Mantendo a saúde na Lesão Medular O que é lesão medular ? A medula espinhal localiza-se dentro da coluna vertebral e é responsável pela comunicação do cérebro com nossos músculos e órgãos . Se de alguma forma a medula é lesada, isso vai se...

Novidades

Sexo sobre rodas: a vida sexual com deficientes físicos

11/09/2012 16:33
    Sexo sobre rodas: a vida sexual com deficientes físicos Quando a gente se apaixona por uma pessoa levamos em conta todas as características marcantes dela. Pode ser um bom papo, humor incrível, inteligência única… Algumas vezes ganhamos tudo...

Novidades

Célula Tronco Ciência e TecnologiaNotícias

11/09/2012 16:35
  Um novo passo contra a paralisia FDA autoriza o teste em humanos de uma nova técnica cirúrgica que pretende amenizar as consequências de lesões na medula espinhal A cura de lesões na medula espinhal ainda é um dos grandes quebra-cabeças da Me­­dicina, por...

Novidades

COE – Centro de Orientação e Encaminhamento para Pessoas com Deficiência e Familiares

11/09/2012 16:39
    Começou a funcionar, a partir do dia 3 de dezembro de 2010, o Centro de Orientação e Encaminhamento para Pessoas com Deficiência e Familiares – COE. A Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência criou o número 08007733723, com funcionamento de...

Novidades

Lesões Traumáticas da Coluna Cervical (Cervical Alta – C1 e C2, e Cervical Baixa – C3 a C7)

11/09/2012 16:41
  Lesões Traumáticas da Coluna Cervical (Cervical Alta – C1 e C2, e Cervical Baixa – C3 a C7) INTRODUÇÃO As lesões da coluna cervical são cada vez mais freqüentes, em decorrência do número crescente de acidentes de alta energia. Existem várias classificações para as...

Novidades

Trauma da coluna vertebral

11/09/2012 16:45
    A coluna vertebral é formada por 33 vértebras (7 cervicais, 12 torácicas, 5 lombares, 5 sacrais e 4 coccígeas). A cauda eqüina é formada pela convergência das raízes nervosas lombares inferiores (L3 a L5), sacrais e coccígeas. Uma avaliação inicial da gravidade...

Novidades

ESPECIAL - JOVENS, ÁLCOOL E DIREÇÃO- parte 1

11/09/2012 16:49
      JULHO 2007 ESPECIAL - JOVENS, ÁLCOOL E DIREÇÃO - PARTE 1 DOSE DE IMPRUDÊNCIA: ELES SABEM DOS PERIGOS DA MISTURA DE ÁLCOOL E DIREÇÃO. MAS CONFIAM EM SI MESMOS A PONTO DE ARRISCAREM TODO O FUTURO      Já passa da...

Novidades

ESPECIAL - JOVENS, ÁLCOOL E DIREÇÃO - PARTE 2

11/09/2012 16:52
                Na edição de setembro de 2003, em reportagem de André Ciasca, QUATRO RODAS comprovou que o álcool afeta as pessoas ao volante muito antes do que elas imaginam. Na...

Novidades

ESPECIAL - JOVENS, ÁLCOOL E DIREÇÃO - PARTE 3

11/09/2012 16:56
                  JULHO 2007 ESPECIAL - JOVENS, ÁLCOOL E DIREÇÃO - PARTE 3 SEGURANÇA NÃO É ACIDENTE: BOAS INICIATIVAS EM OUTROS PAÍSES MOSTRAM COMO MINIMIZAR OS...

Comentários

Data: 03/09/2013

De: Rafael

Assunto: Consulta sarah kubitschek

Ola a todos.
Tenho uma consulta dia 01 de outubro no sarah kubitschek do Rio de Janeiro.
Estou muito ansioso pra um inicio de uma Reabilitação.


Quem quiser se inscreve lá. Dizem que vale muito a pena.
http://www.sarah.br/Cvisual/Sarah/

Abração a todos,

Data: 01/12/2013

De: Paulo Sturaro

Assunto: Re:Consulta sarah kubitschek

Boa tarde Rafael

Como foi a consulta no Sara?

Abçs

Data: 18/12/2013

De: Rafael

Assunto: Re:Re:Consulta sarah kubitschek

Foi melhor do que eu esperava Paulo, marcaram varios exames e foram bem realista dizendo que 100% não volta mais a minha qualidade de vida disseram que vai melhorar bastante, qualquer coisa me adiciona no face que conversamos, abraço

https://www.facebook.com/rafael.rodriguesdasilva.9081

Data: 12/09/2012

De: Juliana

Assunto: Parabéns!

Parabéns Maiquel, pela iniciativa! Não conheço pessoas que tenham síndrome da cauda equina, além de vc e eu, mas devem ter muitas! Que todos nós possamos encontrar a melhor maneira de viver com esse problema, que afeta diretamente nossas atividades cotidianas.
Um abraço,
Juliana Paolinelli

Data: 13/09/2012

De: Maiquel Costa

Assunto: Re:Parabéns!

Juliana obrigado, que bom que tenha gostado !!!
Pois este blog está sendo criado para que todos que precisem tenham onde encontrar um pouco de informação sobre o assunto, pois eu tive muito trabalho para encontrar noticias sobre o assunto em especifico logo após a minha lesão. Hoje em dia está sendo mais fácil, já tem alguma coisa circulando por ai, mas estou indo mais a fundo na lesão da cauda equina pois é oque menos se tem informação.
Aguardo seus comentários e um relato de sua história, passo a passo até os dias de hoje.
Abraços Maiquel Costa

Data: 12/12/2012

De: Silvia Lima

Assunto: sindrome da cauda equina

Olá Juliana e Maiquel ,sou portadora da sindrome há 3 meses, meus sintomas iniciais foram de uma lombalgia ciática mesmo feita uma tomografia o diagnóstico foi demorado.Eu sentia dores,queimações e progrediu para anestesia em sela.Perdi a sensibilidade de uma das pernas e da outra parcial isso tudo antes da cirurgia.Foi feita a cirurgia em 25/10/2012 para descompressão do nervo e retirada de uma hérnia volumosa,21 dias após o início dos meus sintomas e internações em PS devido as fortes dores que só eram aliviadas não cessadas com o uso de morfina.Após 5 dias de internação tive alta hospitalar saí andando do hospital sem sensibilidade plantar e nos dedos dos pés e com anestesia em sela.Após 7 dias retornei ao hospital com quadro de infecção hospitalar onde permaneci por mais 15 dias após nova cirurgia de debridação.Saí do hospital caminhando e com incontinência urinária, hoje voltei a fazer uso de sonda uretral para resíduo urinário.Ultilizo-me da manobra de val salva (compressão do abdomen para urinar e evacuar sem o uso de laxante,que para mim é um incômodo pois devido a anestesia em sela eu não tere controle nem a sensação das fezes.Para que não haja surpresas desagradáveis evito qualquer alimento que amoleça as fezes.Quando elas estão mais densas costumo sentir alguns comandos neurais.Bem essa doença nos restringe de muita coisa, tenho 40 anos sou divorciada,tenho 2 filhos pequenos que dependem de mim.Vivo uma vida "normal" dirijo,caminho com dificuldade,ainda irei iniciar a fisioterapia tanto física como ginecológica já que não sinto meus orgãos sexuais.Tenho choques e formigamentos diários na região genital incomoda mais é um sinal forte de melhora.Não tive coragem ainda de contar minha situação ao meu namorado sinto desejo sexual mais não tenho sensibidade térmica em toda a sela.Não sei até quando esse quadro persistirá uns médicos disseram que a lesão é irreversível,já outros disseram que o nervo lesionado se regenera.Mais só tenho a agradecer venci a paraplegia, caminho lentamente mais graças a Deus estou de pé.O que vier agora é lucro para meu progresso.Muito obrigada por me dar a oportunidade de me abrir.E eu gostaria muito de participar de algum grupo de apoio a portadores dessa doença em BH/Mg.Mais uma vez agradeço.

Data: 20/02/2013

De: Maiquel Costa

Assunto: Re:sindrome da cauda equina

Olá Silvia.
Que bom que vc está firme e forte, assim vc terá ótimos resultados.
Pois é nos resta é lutar mesmo, ir a diante de cabeça erguida e peito aberto. Não tenha medo e nem vergonha disso que vc passa, somos seres humanos não somos maquinas, temos sentimentos e isso nos torna forte, pois o sentimento transforma tanto para o bem quanto para o mau.
Entre em contato com a Juliana ela é de Minas Bh, quem sabe vcs podem trocar ideias e manter uma amizade, pois isso ajuda muito na recuperação!
Abraços e boa sorte.
Caso queira pode me adicionar no MSN e no FACEBOOK para conversarmos mais. Procura por Maiquel Costa de Gravatai no Face e no MSn add maiquel_costa@hotmail.com

Data: 20/02/2013

De: Juliana Paolinelli

Assunto: Re:sindrome da cauda equina

Oi Sílvia! Estou a sua disposição para "trocarmos figurinha", já que também moro em BH! Entre em contato pelo facebook, e-mail ou msn.
http://facebook.com/jujupaolinelli
Bjo pra vc e seus filhos!

Itens: 1 - 8 de 8

Novo comentário